segunda-feira, 31 de outubro de 2005

Serviço cultural

Este domingo as Krónikas Tugas deslocaram-se à Casa do Artista para assistir à peça “Coçar onde é preciso”, interpretada por José Pedro Gomes.
Com a acutilância e o espírito aguçado que o caracteriza e que sempre apreciamos nos Cromos TSF, às 4ªs feiras, José Pedro Gomes faz um retrato cru (ou se calhar cruel) do pior do portuga. Atrevo-me mesmo a dizer que é uma verdadeira krónika tuga.
Recomenda-se vivamente a quem tiver possibilidade de assistir à peça, em Lisboa ou no resto do país quando entrar em digressão. Aprende-se alguma coisa.
Ah, e não tirem fotografias durante o espectáculo. O actor não gosta e acha uma falta de respeito... e com razão.

Kroniketas, sempre kontra as tretas

PS: Segue-se “O Chato”, no teatro Villaret. Pelo elenco deve valer bem a pena.