terça-feira, 29 de junho de 2004

Tolerância não é Bagunça!

1ª Regra do Krónikas: Nós não somos politicamente correctos.
2ª Regra do Krónikas: Nós nunca seremos politicamente correctos.
3ª Regra do Krónikas: Quando formos politicamente correctos, é porque estamos mortos.

E a que vem tão dedicada e explícita doutrina? Por causa do post do Kroniketas sobre a parada gay.
Como já se deve ter depreendido dos nossos escritos, nem ele nem eu somos homossexuais. Mas se fôssemos, a nossa posição sobre a parada seria exactamente a mesma: aquele folclore não tem nada a ver com sexualidade, tem a ver com descaramento; a Love Parade de Berlim, por exemplo, é a mesma treta, só que com mais gente, homo e hetero à mistura, droga à mistura e umas quecas à mistura – pensamos exactamente a mesma coisa sobre ela: folclore!
Quanto ao afirmarmos que a homossexualidade é contra-natura, nem tem discussão: é! Caso contrário as mulheres não precisariam de vagina para nada e o útero estaria ligado ao olho do cu! Perdoem-me o vernáculo, mas não soa bem dizer “ânus” nesta situação. Isto não quer dizer que eu ou o Kroniketas discriminemos ou nos afastemos de alguém por causa da sua orientação sexual, mas não nos façam sentir culpados por sermos heterossexuais! Isso é distorcer as coisas.
Andamos cá todos, e não é este aspecto da nossa vivência que nos faz melhores ou piores. Aceito perfeitamente que existam casais homo e que em termos fiscais e outros possa ser considerada uma união de facto. Mas não metam nem casamentos, nem adopções pelo meio, por favor.
Existem certas opções na vida, ou de vida, que nos levam por caminhos em que ganhamos umas coisas e perdemos outras. Toda a gente tem direito a ser feliz. Mas as opções são isso mesmo, e quando as tomamos sabemos o que vamos ganhar e o que vamos perder.
A nossa opinião é esta, poderia ser outra diferente. Mas nunca será uma opinião de conveniência, só para sermos politicamente correctos.
4ª Regra do Krónikas: Nós não somos politicamente correctos. Somos inconvenientes!

Nota: Minha querida Papoila, obrigado pelo teu comentário. Sabes que as tuas opiniões são sempre consideradas, mesmo que não concordemos com elas. Somos um blog ao teu dispor.

tuguinho, cínico encartado (muito alegre mas não gay)