quarta-feira, 16 de junho de 2004

O cherne está frito!

Tal como tinha prometido num “post” anterior, não votei nestas eleições (até porque não estava cá), mas gozei à farta com os resultados. E que ridículas foram as reacções dos PSD’s e PP’s perante a hecatombe eleitoral. O que mais me impressionou foi ver como um tipo culto e inteligente como o Vasco Graça Moura perde completamente o raciocínio quando se trata do PSD (afinal, ele é o cavaquista mais cavaquista que o próprio Cavaco)! Utiliza os argumentos mais rebuscados e tortuosos para mascarar a realidade, e mantém-se firme e hirto, como o Alexandrino, no apoio à política do governo, garantindo que não vai haver viragem nenhuma. Foi preciso o Miguel Sousa Tavares lembrar-lhe que a viragem já aconteceu: no eleitorado.
No mesmo sentido foi a declaração do cherne. Ele percebeu os sinais – ó se percebeu! – mas vai manter a mesma linha de rumo, prosseguindo a política de verdade. Depois da verdade que nos apresentaram na guerra do Iraque, já todos percebemos que verdade é essa.
Mas não faz mal, porque a verdade verdadeira é que o cherne… está frito! Depois deste cartão amarelo (isto foi mais um cartão laranja), tem o caminho garantido para o cartão vermelho daqui a 2 anos. E continuando com esta política, então o desastre em 2006 será ainda maior. Pode ser que nessa altura fiquem reduzidos à ínfima expressão.
Podem ir aquecendo o óleo em lume brando…

Kroniketas, sempre kontra as tretas