quinta-feira, 15 de dezembro de 2005

A certeza do erro

“Bush admite que argumentos para a guerra do Iraque estavam errados” (manchete do Público).
E agora? Aqueles que defenderam “à outrance” a invasão, não terão nada a dizer? Não terão vergonha das posições então tomadas, acusando de anti-americanos os que estavam contra a invasão por a considerarem injustificada e ilegítima? Não lhes apetece pintar a cara de preto?

Kroniketas, sempre kontra as tretas