segunda-feira, 10 de abril de 2006

Curtas do fim-de-semana desportivo

Em Leiria um adepto do V. Guimarães exibiu um cachecol onde se dizia “Benfica odeio-te”. Na próxima época podem ir odiar o Benfica na 2ª divisão, e é muito bem feito.

Na Luz, 45 mil pessoas para ver o Benfica-Marítimo. Em Alvalade, 48 mil pessoas para ver o “jogo do título”.

Em Alvalade tocaram o tema “Barcelona”, de Freddie Mercury e Montserrat Caballé, na instalação sonora do estádio antes do Sporting-Porto. No final gritava-se “SLB! SLB! Filhos da puta SLB!”. Só prova que os adversários dão mais importância ao Benfica do que aos seus próprios clubes. Para quem acha que os benfiquistas têm a mania da grandeza, talvez fosse interessante explicar este fenómeno. De facto, a grandeza do Benfica é tanta que os outros estão sempre a pensar em nós. São eles que nos fazem ainda maiores.

No final do jogo, para se manterem no mesmo registo, deviam ter posto o tema “We are the champions”. Afinal, muitos sportinguistas devem sentir-se felizes neste momento pois também ganharam o seu campeonato, que era o Benfica não ser campeão. Quem estava mais preocupado em que o Porto ganhasse os seus jogos para que o Benfica não fosse campeão teve o que merecia. Mas podem sentir-se felizes, pois o campeão vai ser o amigo do norte e não o clube que eles mais odeiam. No fim podem ir todos para a rua festejar com cachecóis metade verdes e metade azuis.

Ah, já me esquecia: com este resultado, o Sporting fica em branco no ano do centenário e soma o 4º ano sem ganhar nada. Mas que interessa isso, se o grande objectivo, que era o Benfica não ser campeão, foi atingido? Que se lixe o centenário! Parabéns, portanto, a todos os sportinguistas que passaram o ano a desejar as derrotas do Benfica.

Só mais uma coisa: FILHOS DA PUTA SÃO ELES!

Kroniketas, sempre kontra as tretas