sábado, 16 de outubro de 2004

Um em cada 5 portugueses vive na pobreza

Notícia na TSF online (artigo completo):

““Um em cada cinco portugueses vive abaixo do limiar de pobreza, recorda a Associação Promotora dos Direitos Humanos (APRODIH) a propósito do Dia Mundial para a Erradicação da Pobreza.

«Portugal é o país que possui o mais elevado nível de pobreza da União Europeia: cerca de 20 por cento da população, dois milhões de pessoas, vive abaixo do limiar da pobreza», considerou a APRODIH, citando dados do relatório «A Situação Social na União Europeia». A associação salientou ainda que Portugal é o país que menos gasta com a protecção social por habitante - pouco mais de metade da média da União Europeia - e que é igualmente «aquele onde o fosso entre ricos e pobres mais aumentou nos últimos anos».

Os dez por cento dos portugueses mais pobres detêm apenas dois por cento do rendimento nacional, enquanto os dez por cento mais ricos concentram 29 por cento. Para a Associação Promotora dos Direitos Humanos, as causas na origem deste números são «fundamentalmente estruturais, subjacentes ao próprio modelo do sistema político e económico de cariz neo-liberal», que perpetua e agrava «a violação sistemática dos direitos humanos, sociais e económicos».””

Eis o resultado dos governos tão amigos do povo que temos. Será este tipo de justiça social que pretende o Ministro das Finanças quando quer acabar com os benefícios fiscais?

Kroniketas, sempre kontra as tretas