terça-feira, 19 de outubro de 2004

P.C. Contraditório

Queria aqui deixar-bos um abiso: bocês num sabem no que se eston a metere!
Se eue num me queria sentar no bancue, era para num amarrotare nem sujare as calças, que don um travalhon à Cati para labare e passare a ferro. Ela noutro dia até disse que dantes era passada a ferro e agora ela é que tinha de passare. Num percebi o que ela queria dizere cum isso. Tenho de perguntare ao Telles.
Mas dizia eue que bocês escuson de bir cá à inbicta que eue bou ter com bocês lebar-bos uns sapatinhos de cimiento e de caminho explico-bos o cartaz: é que a minha Cati já foi ouribes, e o Orelhas num era mais que um bom cliente dela, especialmente daqueles alfinetes que se põem ao peito, num me lembro agora do nuome. Se quisesse referir-se ao Bieira, o cartaz teria de dizere "Orelhas, ehm, ehm, tou aqui"! As orelhas e o vigode desenhados eram só para despistare. Muouros do c...o, que num sabem perdere caladinhos!
P.C.