segunda-feira, 4 de outubro de 2004

O Maratonista - Jornal de Notícias Discretas (II)

Celeste Cardona proposta por Bagão para Prémio Nobel
O Maratonista soube de fonte segura (um furo "hertziano" com 200 metros que nunca seca) que Bagão Félix se prepara para propor a ex-ministra e actual administradora da CGD Celeste Cardona para o Prémio Nobel. Instado por este pasquim a comentar a situação, Bagão afirmou que sim, que era verdade, que Celeste Cardona ia ser reformada da CGD com as novas reformas regulamentares para quem prestou menos de 3 meses de serviço (30.000 euros/mês) e que ia ser proposta para o Prémio Nobel, porque de uma posição à outra não havia grande diferença, sendo que no segundo caso quem paga é a Fundação Nobel. Quando o inquirimos se não achava a situação obscena respondeu que não, que não era, porque Celeste nunca tiraria o tailleur nem cruzaria as pernas ao estilo do Instinto Fatal.
Neste momento Bagão reúne-se afanosamente com o seu staff para decidir a que Prémio Nobel vão candidatar Cardona. A escolha está difícil, porque o da Economia está fora de causa, o da Literatura exige que o candidato saiba escrever e os de carácter científico estão para além das capacidades da candidata. Cresce a hipótese de propor ao comité Nobel uma nova categoria, denominada Nobel do Tacho que, embora à primeira vista pareça, não tem nada a ver com gastronomia.

Mateus Bichoso, repórter horroroso