sexta-feira, 23 de julho de 2004

Parabéns Fedorentos

... e atrasados, mas sentidos (nunca os perdemos)! Como o Norte, aliás, mas isso agora não vem para o assunto.
Une-nos a gargalhada, que é bem melhor que uma união de fa(c)to, que achamos demasiado formal.
E o Santana. Na verdade, o Santana Lopes é um factor tremendo de união entre os portugueses: ninguém gosta dele e ainda ninguém acredita que ele é primeiro-ministro - só as opiniões se dividem entre uma partida a todo o povo português (ai o humor dos nossos governantes!) e a alucinação colectiva provocada pela Nossa Senhora do Caravaggio (em franca ascensão na fé das mentes simples, até pelas duas sonoras primeiras sílabas, a lembrar outras exclamações vernáculas).
São os digníssimos portanto uma lufada de ar fresco, como na tal anedota, o que até liga bem com o facto de o gato ser fedorento. Muito obrigado.
Bem hajam

tuguinho Fonseca & Kroniketas Meireles, os diletantes preguiçosos