quinta-feira, 17 de novembro de 2005

Notícias do dia

1 - Hoje é “Dia do não-fumador”. O realizador Fernando Lopes disse na rádio que era uma chatice e não percebe porque é que o hão-de proibir de fumar onde quer que seja.
Se não percebe é porque é estúpido como um penedo (o que até não admira, tendo em conta que conseguiu desvirtuar um excelente livro como a “Crónica dos bons malandros” e fazer dele um filme de merda).

2 - As câmaras de Sesimbra e Palmela vão impugnar o plano de ordenamento do parque natural da Arrábida.
Se a impugnação vem de câmaras municipais, é porque o plano deve ser bom. Quando estas contestações partem das estruturas que representam os maiores atentados que Portugal sofreu à sua paisagem, é de ficar sempre de pé atrás.

3 - Na auto-estrada A1, acidente com 80 carros de manhã, donde resultaram 3 mortos. O trânsito esteve cortado até às 2 da tarde.
Claro que a culpa, como sempre, foi do nevoeiro. Se não fosse do nevoeiro, era da chuva, do piso ou de outra coisa qualquer.
Eu nunca vi um bloco de nevoeiro chocar contra um camião. Os imbecis do volante que pululam pelas estradas de Portugal armados em Schumacher’s são burros demais para aprender com os erros dos outros. Faça chuva, nevoeiro, neve ou granizo, os anormais que andam nas suas pseudo-bombas como se estas fossem carros de corrida e a estrada uma pista de Fórmula 1 conduzem à mesma velocidade, colados ao carro da frente, tentando ultrapassar tudo o que lhes aparecer à frente. Depois dá nisto. Mas não aprendem. Apesar de terem passado no exame de código, não conseguiram aprender que quando a visibilidade é reduzida a velocidade também deve ser, porque se tem que conseguir parar o carro dentro do espaço visível. Com nevoeiro, não é certamente a 140 km/h que o conseguem. Mas como há muitas cabeças de abóbora por aí, é impossível meter-lhes algum juízo lá dentro.

Kroniketas, sempre kontra as tretas