domingo, 9 de janeiro de 2005

Campanha "Volta Camacho qu'estás aperdoado!"

Caros leitores
Depois do jogo desta noite, em que vimos um treinador sem ambição a comandar uma equipa sem ambição, vamos lançar aqui o desafio de fazer regressar o Camacho, ou outro treinador qualquer que não vá antecipadamente derrotado para os jogos, acabando a dizer que a derrota foi justa, etc., etc.
Ora porra! Se num jogo de paixões como o futebol não se tenta o improvável, se à partida nos consideramos inferiores, então mais vale nem sequer jogar!
O que atrai multidões a um jogo de futebol não é a razão - que levaria a equipa mais forte a vencer sempre - mas a imponderabilidade do resultado final, que faz os pequenos vencerem os grandes, que torna clubes obscuros em campeões - é o desafio da impossibilidade! Se temos um treinador que na semana anterior ao jogo vai dizendo que os outros são melhores e que é difícil vencer, e que num jogo em que está empatado e a jogar contra dez não tem a coragem de tentar vencer o jogo, então para que nos serve ele? E não passará este derrotismo para os jogadores, independentemente das debilidades que a equipa possui?
Por isso estou tentado a pedir ao Camacho para voltar. Quem não tem vontade de ganhar não devia estar no futebol. Dedique-se antes à pesca.

tuguinho, cínico encarnado