quinta-feira, 18 de novembro de 2004

O Maratonista - Jornal de Notícias Discretas (IV)

Última Hora - Governo Atacado por Doença Bipolar!
Uma estranha doença parece ter atacado o governo e os deputados da situação. À falta de melhor termo, e correndo o risco da designação ser confundida com a síndrome maníaco-depressiva, o doutor Aniceto Kebalda chamou-lhe "doença bipolar", "porque os doentes tanto acham num dia que uma coisa é o máximo, como no outro dia acham que não presta para nada" - citámos.
Esta maleita tornou-se notada com as posições do governo e dos partidos que o constituem em relação à AACS (Alta Autoridade para a Comunicação Social): primeiro era o órgão adequado para analisar os recentes casos de pressão governamental sobre os media; depois passou a ser um grupo de paspalhos que nem sabem fundamentar juridicamente as suas conclusões.
As más línguas afirmam que não há doença nenhuma e que esta mudança de posição se deve ao facto de a AACS não ter decidido a favor deles e ter concluído que houve pressões inaceitáveis do Ministro das Cabalas Parlamentares e do outro, do boxeur que não diz os égues e de quem ninguém aqui na redacção se lembra qual é o cargo (houve quem alvitrasse que era director de informação da RTP, mas essa sugestão não foi acolhida; fica assim, que se lixe).
"Olhe que não, olhe que não", contrapõe o Dr. Kebalda, que sustenta: "Quem vê o aspecto macilento e amarelado do Dr. Lopes, vê logo que até já lhe atacou a garganta!"
"É por isso que ele não consegue engolir as críticas!", concluiu o doutor.

Mateus Bichoso, repórter horroroso