segunda-feira, 1 de novembro de 2004

Aos ausentes...

Recordação

Lembrar alguém é mantê-lo
vivo. Que há de mais perene
que a lembrança, a ideia som
ou perfume que a alguém
se reporta?
Chamar alguém pelo nome
é fazê-lo existir. Por sermos
chamados, existimos. E se
quisermos lembrar alguém,
basta chamá-lo.
Agora ou no Fim, virá!

Postado em colaboração com o blog A Esfinge na Face