quarta-feira, 7 de fevereiro de 2007

A lobotomização da esquerda

Com o comentário com este título feito neste artigo ficámos a saber que:

- A esquerda lobotomiza o povo e menoriza os valores éticos, sendo a direita a irredutível defensora da educação cultural do povo... e da ética. É a grande descoberta do Século XXI neste cantinho da Europa.

- A direita é a grande guardiã da moral, mas não se diz é de que moral estamos a falar. Sim, porque convém saber se a moral que se apregoa é a mesma que se pratica.

- A despenalização do aborto é a grande responsável pela diminuição das taxas de nascimento na Europa. Faltou acrescentar que as taxas de nascimento em Portugal já estão a baixar há muito tempo mantendo-se o aborto ilegal. Logo, não se vê onde se possa estabelecer uma relação de causa e efeito entre coisas que não existem.

- A esquerda portuguesa anda ao arrepio do que se passa no mundo. Esse mundo deve ser constituído pela Irlanda e a Polónia, únicos países da UE onde o aborto se mantém ilegal. O exemplo de modernidade, como historicamente sempre aconteceu, é dado pela direita. A mesma onde se encontram os opositores da contracepção e da educação sexual nas escolas, os que acham que uma mulher violada deve ser obrigada a ter o bebé, os que preferem ignorar a realidade do drama do aborto clandestino, pensando que punindo-o ele desaparece porque assim não vai aparecer nas estatísticas oficiais.

Deste modo já podem ir todos dormir descansados enquanto continua a haver jovens a engravidar e a morrer por causa dos abortos clandestinos que praticam. Mas a moral e os bons costumes foram defendidos, porque esses não aparecem nas estatísticas oficiais.

Kroniketas, sempre kontra as tretas