sábado, 4 de março de 2006

A Tuguice Invejosa - uma doença crónica



Certamente conhecem aquele velho ditado: "Preso por ter cão e preso por não ter"! Ele não é mais do que a constatação popular de uma característica de muitos tugas, que é a inveja crónica. Ninguém fica triste por não ter, fica-se triste por o outro ter...
Veja-se o que aconteceu com a visita de Bill Gates à Tugalândia: se o homem tivesse ignorado a existência destes mamíferos da ocidental praia lusitana, "aqui d'el rei", sacana arrogante, americano estúpido, podia ajudar-nos tanto, etc. e tal; como pelo contrário nos concedeu uns minutos e uns milhões de atenção, "aqui d'el rei" que está tudo de cócoras, que nós somos pobres mas orgulhosos, não precisamos de camones que só vêm cá fingir que dão para nos sacar mais dinheiro, etc., etc., ad nauseam...
(E o mais engraçado é que vi alguns destes exemplares do tipo detractor no seminário que ocorreu na Fundação Gulbenkian, com a presença do "acocorante"! Quando é para aparecer...)
Porra que somos difíceis de contentar! E isto é válido para muitas outras coisas, da Expo 98 ao Campeonato da Europa, do Bill Gates ao Warren Buffet, da mulher do vizinho* ao carro do tio! Ninguém procura ter, mas culpa-se os outros por tê-lo...
Esta inveja crónica corrói-nos, gasta-nos as energias em coisas inúteis, desvia-nos a atenção do que deviam ser os nossos objectivos.
E se fossemos todos olhar "prós" nossos quintais, procurássemos o nosso êxito e deixássemos os outros em paz?

tuguinho, cínico mas não invejoso

* ok, ok, esta aqui até se pode justificar, pronto.