quarta-feira, 22 de março de 2006

...e ontem foi o dia mundial da poesia!

Como tal, aqui vai um dos meus preferidos:

Deus, 3-6-1913

Às vezes sou o Deus que trago em mim
E então eu sou o Deus e o crente e a prece
E a imagem de marfim
Em que esse Deus se esquece.

Às vezes não sou mais do que um ateu
Desse deus meu que eu sou quando me exalto.
Olho em mim todo um céu
E é um mero oco céu alto.

Fernando Pessoa

tuguinho, cínico que rima