sexta-feira, 22 de abril de 2005

O cacique da Madeira voltou a atacar

Por causa da proposta de lei para limitação de mandatos dos cargos políticos, o inefável Alberto João Jardim voltou à gritaria do costume, insultando os “cubanos” do continente e desafiando o poder político a tirá-lo de lá.
Pois se ele acha que só sai de lá quando ele quiser, eu proponho uma solução muito simples: corram com ele nem que seja à força.

Kroniketas, sempre kontra as tretas