terça-feira, 7 de dezembro de 2004

Ainda Camarate

Mas afinal o que é que ainda querem com a história de Camarate? 24 anos depois, querem à viva força que alguém decida que foi atentado, mesmo que as provas não conduzam a essa conclusão?
Ainda não há muito tempo num debate televisivo Ricardo Sá Fernandes retorquiu a todos os argumentos de forma completamente autista, teimando obstinadamente contra todas as evidências técnicas e negando sistematicamente todas as conclusões que apontavam para acidente e querendo que fosse declarado, contra tudo e contra todos (onde é que eu já ouvi isto?), que tinha sido atentado.
É claro que hão-de arranjar tantas comissões de inquérito que alguma com maioria do PSD há-de decidir que foi atentado.
Pronto, levem lá a bicicleta. Já não há pachorra!

Kroniketas, sempre kontra as tretas