segunda-feira, 5 de abril de 2004

Finalmente o Porto perdeu

Já não era sem tempo. Já estava cansado de ouvir o Mourinho dizer constantemente “esta época só o Milan e o Real Madrid é que nos ganharam”. Agora têm que acrescentar um tal de Gil Vicente, clube modesto de Barcelos, fundado em frente ao teatro Gil Vicente da cidade e filial do Benfica. E assim, lá continua o glorioso a ser o único a conseguir chegar ao fim sem derrotas.

Também já era altura de terem azar. Convém provarem-lhe o sabor de vez em quando. O treinador acha que só isso explica a derrota. Óptimo: também já chegava de terem sorte em todos os jogos. Por vezes a sorte muda de protegido.

E na semana em que mais uma vez o inenarrável Pinto da Costa vociferou mais uns quantos impropérios contra o seleccionador, foi giro ver a grande exibição do Vítor Baía, com um golpe de vista fantástico no 2º golo.

E por falar em Vítor Baía: alguém me explica porque é que ele é o único guarda-redes do mundo que pode defender fora da área com as mãos sem ser expulso? Com esta já conto 4 vezes em que isso acontece. Será que em Portugal há uma “Lei Baía”?

Kroniketas, sempre kontra as tretas