terça-feira, 1 de fevereiro de 2005

O fundo do fundo

Em Portugal, e na generalidade dos países europeus, nunca se considerou demasiado a vida privada dos políticos quando chega a altura de escolher em quem votar. E bem, direi eu! A menos que o dito cujo seja pedófilo confesso ou satanista militante (não é gralha, é mesmo "satanista"), a sua vida privada não deve influir no desenrolar da sua vida política. Se é solteiro(a), casado(a), hetero ou homo, se gosta de orgias ou passa o tempo na igreja a confessar-se, isso dificilmente deve pesar quando se trata de escolher um líder político. A cidade em que me encontro tem um Presidente de Câmara assumidamente gay e não é por isso que ele é menos competente ou que as pessoas o olham de lado. Aqui o caso foi claro e o próprio resolveu informar os eleitores - nada a dizer, a iniciativa foi sua.
Agora quando se usam insinuações soezes para tentar minar a campanha política dos adversários, usando para isso um boato que chegou (estranhamente) a tempo das eleições, é ir para além de tudo o que já se fez ou usou em Portugal em batalhas eleitorais! É nojento! Tal como não quero saber se o Santana tem 1 ou 11 filhos ou com quantas mulheres já foi para a cama, também não quero conhecer a orientação sexual do Sócrates ou do Portas para efeitos de escolha do partido em que vou votar!
O ponto a que chegámos revela bem o carácter do primeiro-ministro, que acossado usa tudo o que pode para não bater no fundo. Mas bateu! E com tal força que duvido que se volte a levantar! No seu partido esperam apenas os resultados das eleições (que tudo indica serão desastrosos) para o colocar com dono.
E se vamos entrar nos boatos, então também eu posso dizer que aquela relação entre o Santana e o Portas é muito suspeita, e que já não é o primeiro ou o segundo mulherengo que muda de campo assim como quem não quer a coisa. Como boato tem muitas possibilidades de desenvolvimento, com a vantagem de podermos especificar o colo de que o Santana Lopes gosta.
Eu não tenho partido, mas não me movo na área do PSD. Mas, se fosse assim, estaria envergonhado com estas atitudes e afirmações do líder que caíu do céu e os está a levar para o Inferno. Mesmo na Tugalândia há limites!
Santana, no dia 20 vais receber a lição que mereces!

tuguinho, de Paris com uma mola no nariz (devido ao fedor da campanha do Santana)