segunda-feira, 17 de maio de 2004

Paixões

Na vida pode mudar-se tudo: pode mudar-se de emprego, de cidade, de país, de nacionalidade, de mulher (ou homem), até de sexo! Mas nunca se muda de clube! Quem todavia o faz é um bandalho desprezível abaixo da condição humana. Nós não somos desses. Por isso perdoem-nos o clubismo (quem não for do Glorioso) e a menor legibilidade - é só por uns dias, até desincharmos...

tuguinho, benfiquista desencartado (mas sempre fiel)