domingo, 23 de maio de 2004

A Iliteracia na Tugalândia (5) – O Paradoxo de Senão anda a surgir vezes Demais

Alguém pode informar os nossos escribas da imprensa e da TV e respectivos revisores (se os há) da pequena diferença entre “senão” e “se não”, ou entre “demais” e “de mais”, e dizer-lhes que apesar de tudo não são comutativos na sua utilização? É que se é demais este desconhecimento da língua, será talvez de mais educação que precisamos! Senão vai ser difícil apanhar a Europa, se não mesmo impossível…
Estamos entendidos ou preciso de fazer um desenho?

tuguinho, cínico encartado (e desesperado com as imbecilidades que se escrevem por aí)