sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Caça às bruxas no Benfica


Caça às bruxas? Eu acho que há caça aos benfiquistas. Oxalá eu me engane, mas cada vez mais a postura de Luís Filipe Vieira se começa a parecer com a de Vale e Azevedo, a postura do quero, posso e mando, eu é que sei, eu é que sou o bom. Aliás, na pesada herança que Vale e Azevedo nos deixou, foi precisamente com ele que começou a “caça aos benfiquistas”, correndo com tudo o que era benfiquista do clube e entregando a gestão das áreas fulcrais a sportinguistas ou ingleses. Essa mentalidade foi instilada nos benfiquistas nessa altura e permanece até hoje, gerando-se a convicção de que ter benfiquistas a servir o clube é mau. Por isso saiu Toni, por isso saiu Simões, por isso foram entrando, saindo e voltando a entrar pessoas como Álvaro, Chalana, etc.
Eu posso ser um romântico que vê o futebol como há 30 anos, mas era bom que os dirigentes não perdessem de vista uma coisa: é que sem os adeptos e os sócios, os clubes simplesmente não existiriam, portanto nem sequer haveria SAD’s nem profissionais doutros clubes, principescamente pagos com as receitas que os adeptos lá deixam (os adeptos, esses “tansos” que ainda vêem o futebol com romantismo e amor à camisola), a gerir essas mesmas SAD.
Eu sou sócio do Benfica há 30 anos, com lugar cativo no novo estádio e accionista, com modestas 50 acções. Mas sou, acima de tudo, benfiquista, e quero ver benfiquistas a gerir os destinos do meu clube. Acima de tudo, não gosto de ser enganado nem de ser tratado como atrasado mental, como acontecia no tempo de Vale e Azevedo. Infelizmente, parece que esses tempos começam a querer voltar. Se Vieira acha que os benfiquistas são incompetentes e não servem para estar no clube, então seria melhor que começasse por questionar a sua própria competência e o seu benfiquismo, porque isto de termos um presidente que é sócio dos outros grandes também deve ser caso único. E os supostos “incompetentes, invejosos e intriguistas” de que ele fala, foi ele que os levou para lá, portanto é ele o culpado de eles estarem no clube. E quanto à sua competência na área do futebol, ficou bem à vista de todos com a preparação para esta época. Se tem trazido algumas inovações interessantes na área da gestão empresarial, na área da gestão desportiva é um completo desastre. Portanto, segundo esse princípio deveria ser ele o primeiro a sair.
E já agora, não me esqueço que quando ainda não era ninguém no Benfica, apenas tinha sido convidado por Manuel Vilarinho para gestor do futebol (e não podia assumir nenhum cargo porque ainda era presidente do Alverca), Luís Filipe Vieira chamou “papagaio” ao Presidente da Assembleia Geral, Paulo Olavo Pitta e Cunha, que foi seguramente o melhor nesse cargo nos últimos 25 anos. Portanto, se há alguém que devia estar calado para não nos estar sempre a brindar com baboseiras e pontapés na gramática era o próprio Luís Filipe Vieira. Se há algum papagaio é ele próprio, que não consegue estar calado e até se dá ao desplante de querer dar lições de segurança a uma Comissária da PSP. Não há pachorra. Começo a estar farto dele até por cima dos cabelos.

Kroniketas, sempre kontra as tretas