domingo, 22 de abril de 2007

Veto primitivo

A participação de Ricardo Araújo Pereira nas comemorações do 25 de Abril como orador em representação dos jovens foi vetada pela Juventude Comunista Portuguesa. O nome do humorista dos Gato Fedorento tinha sido sugerido pela Juventude Socilaista, secundada pelos jovens do Bloco de Esquerda e da UGT, mas os comunistas, ao que parece, preferiam um orador dos anos anteriores. Vá lá saber-se porquê.
Não se chegou a saber quais as razões que levaram a JCP e vetar o nome de RAP, mas esta posição ortodoxa leva-me a pensar que estes “jovens” ainda devem viver nos anos 50...
Agora vem a JS dizer que o veto aconteceu porque RAP foi filiado no PCP mas saiu do partido. Como diria o Raul Solnado: pois...

Kroniketas, sempre kontra as tretas