quinta-feira, 26 de outubro de 2006

Um raio de lua que passou

Curioso, eu que não costumava vir a este blog (nem sabia que a Luar tinha um blog, porque nunca vi essa informação aqui nos comentários das Krónikas Tugas), agora que comecei a ler e a comentar sou surpreendido pelo fim do dito. Mais surpreendido ainda pelo trespasse para o Politikos. Isto é novo, que alguém tome conta do blog de outrem.
Percorrendo os arquivos, a surpresa aumenta por verificar que este blog teve vida curta. Os mais antigos que encontro são de Março, pelo que cumpriu pouco mais de meio ano. Nós, aqui nas KT, estamos a caminho do 3º aniversário e as Krónikas Vinícolas completarão nessa altura o primeiro ano de vida, e estamos para lavar e durar (enquanto outros que se auto-elogiam e elogiam entre os seus membros e fazem-se passar por representantes da “direita moderna”, como o Acidental, não aguentaram mais de dois anos apesar de tantas cabeças bem-pensantes, e fizeram o favor de ir pregar para outra freguesia...).
Um blog tem de ser alimentado e acarinhado para crescer. Como se fosse um filho. Claro que havendo mais que uma pessoa a escrever é mais fácil, assim é necessário algum esforço adicional, mas custa-me a entender que se acabe com esse esforço tão depressa. Assim estamos a ceifá-lo à nascença. E é pena, porque gostei daquilo que agora começava a ler. Faço votos para que volte.

Atentamente seu,

Kroniketas