terça-feira, 21 de agosto de 2007

Abençoada Autoridade da Concorrência

38 milhões de euros é muito dinheiro. Cerca de 7 milhões e 600 mil contos. Foi esta a multa que a Autoridade da Concorrência aplicou à Portugal Telecom por abuso de posição dominante, impedindo o acesso da TVTel e da Cabovisão a condutas de passagem de cabos. No entanto, no universo PT é uma gota de água, apenas 2% do valor da PT.
O presidente da PT argumenta que “o efeito mais devastador é no ânimo das pessoas desta casa, que exercem um serviço público”. Eu, por acaso, nunca dei por nada, pois andei durante anos a pagar uma assinatura telefónica que não percebi para que é que serve. Além disso, os preços cobrados pela PT e suas subsidiárias (como a TVCabo e o Sapo) são de longe os mais caros do mercado e não correspondem sequer aos serviços mais vantajosos. Aliás, ainda hoje me custa a perceber como é que alguém, tendo melhores alternativas, subscreve o acesso à Internet pelo Sapo...
Agora Henrique Granadeiro anuncia que a PT vai impugnar a decisão e “lamenta consequentemente ter de, novamente, submeter a decisão da AdC ao escrutínio dos tribunais. Está no entanto confiante que, em última análise, tudo visto e ponderado, saberão os tribunais, mais uma vez, fazer justiça”.
Eu também espero que se faça justiça. É mais que tempo de acabar com a roubalheira desta empresa detestável. Do telefone e da Internet deles já me livrei. A televisão por cabo há-de vir a seguir.
Abençoada Autoridade da Concorrência. Finalmente alguém teve coragem de os pôr na linha.

Kroniketas, sempre kontra as tretas