terça-feira, 14 de agosto de 2007

1907 - 2007



Ter um destino é não caber no berço
onde o corpo nasceu.
É transpor as fronteiras uma a uma
e morrer sem nenhuma,
às lançadas à bruma,
a cuidar que a ilusão é que venceu.

Miguel Torga, 1907 - 1995