quinta-feira, 24 de maio de 2007

Os compadrios



Sou benfiquista e já vi muitas finais de Taça de Portugal, algumas sem o meu clube presente. Nos anos 70 e 80 cheguei a ir ver finais da Taça comprando o bilhete na hora no próprio Estádio Nacional. Na última década entrou-se nesta vergonha de cada um dos clubes participantes ter 30% por cento dos bilhetes e o resto fica para os amigalhaços, os padrinhos e os compadrios.
A verdade é que se alguém for à Federação ou à Associação de Futebol de Lisboa de certeza que não há bilhetes para vender, e assim 40% do estádio vai estar preenchido por pessoas que nada têm que ver com os clubes. Enquanto isso, o público pagante, que alimenta esta corja, tem que ir acampar para os estádios se quiser ter direito a um bilhete. Uma vergonha.

Kroniketas, sempre kontra as tretas