quarta-feira, 30 de maio de 2007

O que os outros disseram (XXXII)



“Exmo. Sr. Ministro Mário Lino, como habitante da margem sul, gostaria de o convidar a vir a uma das cidades que cá não existem, para que algumas da pessoas que cá não vivem lhe dêem uma tareia que o ponha num dos hospitais que cá não há.”

(Retirado do blog “Os macacos”, com a devida vénia)

Kroniketas, sempre kontra as tretas

domingo, 27 de maio de 2007

Socas e Guidinha, Episódio 1 - aDRENalina




Eládio Cardíaco, BD-Maníaco

Que bom!

Jerry Falwell, tele-evangelista norte-americano de extrema direita, que apoiava tudo o que de mais retrógrado existe incluindo a discriminação racial, faleceu.
O mundo melhorou um bocadinho. Só um bocadinho, mas melhorou.

tuguinho, cínico encartado

quinta-feira, 24 de maio de 2007

Os compadrios



Sou benfiquista e já vi muitas finais de Taça de Portugal, algumas sem o meu clube presente. Nos anos 70 e 80 cheguei a ir ver finais da Taça comprando o bilhete na hora no próprio Estádio Nacional. Na última década entrou-se nesta vergonha de cada um dos clubes participantes ter 30% por cento dos bilhetes e o resto fica para os amigalhaços, os padrinhos e os compadrios.
A verdade é que se alguém for à Federação ou à Associação de Futebol de Lisboa de certeza que não há bilhetes para vender, e assim 40% do estádio vai estar preenchido por pessoas que nada têm que ver com os clubes. Enquanto isso, o público pagante, que alimenta esta corja, tem que ir acampar para os estádios se quiser ter direito a um bilhete. Uma vergonha.

Kroniketas, sempre kontra as tretas

terça-feira, 22 de maio de 2007

Parabéns, Prof. Neca

O Porto cumpriu as 99,9% de hipóteses de ser campeão com a ajuda do seu clube. Agora aproveite para festejar a descida de divisão.

Kroniketas, sempre kontra as tretas

domingo, 20 de maio de 2007

A verdade desportiva

Declarações do Professor Neca, treinador do Desportivo das Aves, ao Correio da Manhã:

"Que o Porto seja campeão!
Desejamos que o Porto seja campeão e, sem dúvida, o Porto vai ser campeão. É 99,9 % favorito neste jogo, mas qualquer resultado pode servir para o Porto se sagrar campeão e o Aves não descer”, completou o técnico visivelmente descontraído"

Independentemente do que acontecer hoje, ficamos a saber que a verdade desportiva está assegurada...

tuguinho, cínico encartado

sexta-feira, 18 de maio de 2007

Os multi-candidatos


Já vai em sete, não é? Os candidatos à Câmara Municipal de Lisboa proliferam diariamente como cogumelos, e já formam uma equipa de andebol. De todos os quadrantes surge algum. Ele é Fernando Negrão pelo PSD em resposta a António Costa pelo PS, Ruben de Carvalho pelo PCP e José Sá Fernandes pelo BE, agora surge Luís Nobre Guedes pelo CDS depois do ex-presidente Carmona Rodrigues e de Helena Roseta terem avançado como independentes. E ainda está toda a gente à espera do que fará Maria José Nogueira Pinto. Isto está bonito...
O que vai ser engraçado é assistir aos debates entre esta gente toda, sendo que alguns deles (principalmente os do bloco central) foram literalmente empurrados pelos partidos para a corrida. O que se duvida é que os eleitores lisboetas tenham com eles a empatia necessária para os eleger. Afinal, o que recomenda António Costa ou Fernando Negrão como candidatos? Negrão já foi candidato em Setúbal, é daqueles candidatos que tanto aparecem aqui como noutro sítio qualquer e Costa foi arrancado a uma pasta ministerial, aparecendo apenas por ser o nº 2 do partido. O que os liga de forma notória à cidade? Pela minha parte, vejo muito maior ligação de Helena Roseta ou José Sá Fernandes, ou da própria Maria José Nogueira Pinto, esses sim, bem mais ligados à capital.
Com tudo isto, vão tirar votos uns aos outros e ainda podemos ter uma surpresa. Vai ser divertido, isto.

Kroniketas, sempre kontra as tretas

terça-feira, 15 de maio de 2007

A sinuosa justiça portuguesa


Deixem-me ver se percebi bem: um tribunal decidiu que a pequena Esmeralda devia ser entregue ao pai biológico. Os pais adoptivos esconderam a criança, desobedecendo à ordem do tribunal. O sargento Gomes foi condenado a 6 anos de prisão por desrespeito à ordem do tribunal e suspeita de rapto da criança.
Agora outro tribunal decidiu que a Esmeralda deve continuar com os pais adoptivos, apesar de se manter a decisão de a entregar ao pai biológico. Entretanto o sargento Luís Gomes saiu em liberdade.
Alguém me explica?

Kroniketas, sempre kontra as tretas

segunda-feira, 14 de maio de 2007

Oportunismo político tuga


À boa maneira portuguesa, Carmona Rodrigues roeu a corda a Marques Mendes, deixando o líder do PSD numa situação embaraçosa quando estava convencido que o Presidente da Câmara de Lisboa ia abandonar o cargo pelo seu próprio pé.
Ao afirmar que não estava agarrado ao poder, foi precisamente essa a imagem que deixou ao país. Aliás, é sempre essa a imagem que os políticos deixam passar para a opinião pública: a de que se agarram, que nem lapas, ao “tacho” e só saem se forem empurrados. Para completar o ramalhete da pouca-vergonha e deitar por terra o pouco de credibilidade que lhe restava, desatou a fazer nomeações oportunistas antes de se ir embora, arranjando uns “tachos” de última hora aos amigalhaços. Assim é que é.
O facto de Carmona só ter caído após as renúncias dos vereadores da oposição deixa em aberto uma questão, para mim incompreensível: então o Presidente da República pode demitir o Primeiro-ministro, pode dissolver a Assembleia da República, se verificar que não está assegurado o regular funcionamento das instituições, e não há ninguém que tenha poder para demitir um Presidente de Câmara? E depois assistimos a este espectáculo patético de ver os líderes partidários a retirar a confiança política àqueles que elegeram sem conseguir apeá-los da cadeira do poder, e a debates intermináveis acerca da atitude que estes deveriam tomar quando estão a contas com a justiça. Ora isto só acontece porque os próprios políticos, sempre tão prolíficos a legislar contra os cidadãos, não são capazes de legislar para si próprios, impondo-se uma suspensão automática dos mandatos quando são confrontados com processos judiciais. É assim nas autarquias, no governo, na Assembleia da República, onde aliás gozam do estatuto de imunidade parlamentar e só por vontade própria podem abdicar da mesma.
Houvesse uma lei que os suspendesse imediatamente e não teríamos que assistir a este desfilar de pouca-vergonha e oportunismo com que somos brindados regularmente, com candidatos arguidos a fazerem-se eleger por populações incapazes de ter um momento de lucidez. Lembram-se de Fátima Felgueiras, Valentim Loureiro e Isaltino Morais? Da mesma forma que é completamente absurdo que possa haver eleições para a Câmara e não para a Assembleia Municipal, ficando tudo ao critério dos partidos. De quem é a culpa, afinal, senão dos próprios agentes do sistema e dos que dele retiram benefícios?

Kroniketas, sempre kontra as tretas

quinta-feira, 10 de maio de 2007

“Pousar” sem roupa



Esta é brilhante. Milhares de pessoas POUSARAM nuas para um fotógrafo na Cidade do México. Como não tinham roupa, presume-se que fossem querubins que vieram dos céus, e POUSARAM numa praça da cidade. Deviam estar a pairar no firmamento até POUSAREM suavemente na Praça da Constituição.
Presume-se igualmente que a pista de aterragem estava em boas condições para receber os milhares de visitantes que ali POUSARAM.

Demérito Matos, sábio com eles

PS: Clique na imagem para ver ampliada

terça-feira, 8 de maio de 2007

O que os outros disseram (XXXI)

“Eu estou de acordo em que o Estado pague o que são verdadeiros custos de insularidade: preços políticos nos transportes de e para o continente, serviços públicos mais baratos, impostos mais baixos para residentes e empresas. Mas para que o dr. Jardim se mantenha no poder feito uma lapa graças às inaugurações de obras sumptuárias ou para financiar os negócios dos seus correligionários já dei o que tinha a dar. Eles não queriam ser independentes? Por mim, ao fim de tantos anos a ter de aturar e pagar o dr. Jardim, cheguei a uma conclusão simples: pois que sejam!”
(Miguel Sousa Tavares, “Expresso”, 5-5-2007)

O boletim médico

Parece que o departamento médico do Benfica vai passar a emitir dois boletins por semana. Resta saber qual deles é que será o verdadeiro...

blogoberto, chico-esperto

sábado, 5 de maio de 2007

Continuação do post Parvoeiras, número 2412



Foi o meu post abaixo alvo do seguinte comentário:


Quando a leitura tem este nível...
Sem comentários.

Anonymous 05.05.07 - 5:23 pm


Porque achei que a resposta dava um excelente post (hoje não estou em dia de ser modesto), resolvi fazê-lo em vez de usar os comentários para responder. Portanto aqui vai:

Caro anónimo deste país, se a sua leitura deste post (leia-se "o post abaixo") ficou a esse nível, das várias uma: ou o seu sentido de humor está algures perdido entre Os Malucos do Riso, ou trabalha na Agência Abreu (ou no Lidl), ou foi o autor da quadra vencedora da edição anterior... :-)
De qualquer das formas, este tipo de leituras não lhe parece adequado... já tentou os livros do Ruca?

Valter Rego, observador desassombrado

sexta-feira, 4 de maio de 2007

Um outro olhar sobre Salazar...

Escrito neste post aqui da Controversa Maresia.

Kroniketas

quarta-feira, 2 de maio de 2007

Parvoeiras, número 2412



Mas não era suposto a agência saber onde era o país?! Então o desgraçado que ganhar o passatempo vai ter de andar 8 dias à procura da Bulgária?

Valter Rego, observador desassombrado

Nota: incluí a quadra vencedora da edição anterior na imagem porque por nada deste mundo queria privar os leitores deste belo naco de poesia. Lêde e invejai, poetas do meu país!

terça-feira, 1 de maio de 2007

Esta semana, em destaque nas Krónikas Vinícolas

Krónikas duma viagem a Paris

Kroniketas, enófilo viajante