domingo, 11 de janeiro de 2004

Chora no meu blogombro

Olá queridas leitoras e leitores, enfim, companheiras! Já deviam estar a sentir a falta de uma secção como esta! E que secção é esta, per-gun-tam-me vo-cês? É um dois em um de arrasar, queridos!! Crónica social e consultório sentimental numa única coluna! É como eu, também sou um dois em um: uns dias sou loura, noutros sou mo-re-na! Ai estou tão contente e tão nervosa. Quando fui convidada pelo Tuguinho para participar no berloque deles ainda pensei que me estava a convidar para uma espécie de orgia, mas depois ele ex-pe-li-cou-me! Fiquei tão decepcionada… é que já estava à espera de outra coisa. Mas adiante – ele convidou-me e aqui estou eu para vos contar o que se passa no gétesé, para vos ensinar a comportarem-se à mesa e outras coisas assins (sim, qu’eu já li o livro da Bóbó!) e também para vos apoiar e aconselhar naqueles momentos mais difíceis das vossas vidas como divórcios, perder a virgindade, escolher o verniz das unhas, o que fazer quando ele/ela tem um/uma amante e é tessetra. Um lu-xo!
Por isso, amiguinhos, têm alguém agora em que podem apoiar-se e que vos vai fazer sair dessas depressões cheias de baba e ranho. Só não vos garanto que vos responda logo, porque a Dona Arlete, a proprietária do salão de cabeleireiro em que trabalho, está sempre de olho em mim e tenho de escrever as respostas às escondidas enquanto vou penteando as clientes. Vou ficar à espera das vossas per-gun-ti-tas! O Adolfo, o meu namorado ciumento (e um bocado estúpido, benzódeus!) já me disse que quer ler tudo. É o lês! Bem, mas tenho de acabar que hoje vou dançar. O senhor Amaro da leitaria e queijaria Flor do Cardo convidou-me para o swing, vejam lá! Gosto tanto de danças antigas! Só não percebo porque é que me disse para levar o Adolfo?...

Mónica Galho – cronista da sóçaite e consultora sentimental