sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

À meia-dúzia é mais barato



Pois é: ainda que ligeiramente moribundos, eis-nos chegados ao sexto (6º) aniversário deste blogue.
A fase do entusiasmo delirante já passou há muito, a da periodicidade respeitada também já se foi e quedámo-nos há já algum tempo na fase da bandalheira total, em que os escritos aparecem quando calha e nos dá na telha.
O aparecimento do blogue mano Krónikas Vinícolas, dedicado aos prazeres da mesa (líquidos e sólidos), foi também de algum modo um pouco fratricida porque dirigiu o nosso escasso tempo para a sua área, deixando estas Krónikas Tugas mais abandonadas.
Tudo isto não quer dizer que a razão por que o criámos não continue válida, mas todos sabemos que o entusiasmo com as coisas novas é diferente, sejam elas LCD gigantes, carros, mulheres ou blogues*.
Por isso não vamos prometer nada, mas lá que gostaríamos de ver aqui posts do Kroniketas sem ser de futebol, o blogoberto mais produtivo, uma nova polémica sobre cabritos, o Torcato e Marcelino ressuscitados ou mesmo os posts chatos do tuguinho sobre arte, lá isso gostávamos!
Como isto não tem prazo de validade e nós ainda somos relativamente novos, caro leitor, pode ser que ainda nos veja a escrever novamente nesta folhita com alguma periodicidade e interesse.
Portanto levantemos os nossos copos (com champanhe fornecido pelas KV) e brindemos a mais um ano das Krónikas Tugas (três “hurrah” e botem abaixo, por favor)

Idálio Saroto, provedor deste blogue

* Eu sei que uma parte desta frase pode ser considerada sexista mas decidi mantê-la porque, para além de gostar de sexo e de portanto ser sexista militante, é a mais pura verdade!
O leitor me dirá se continua a gostar tanto do outrora reluzente rodinhas que comprou há dez anos ou se a sua esposa, viçosa moça que desposou há vinte e cinco anitos, lhe desperta o mesmo entusiasmo que naquela altura em que foram ver os Caça-Fantasmas ao Império…

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Há fumo branco na cimeira


Então é melhor chamarem os bombeiros, porque onde há fumo há fogo!

blogoberto, chico-esperto